GUARDA-MOR
Editores
Livreiros
Login / Iniciar Sessão | Registo de novo utilizador
Home
Títulos Autores Minha Conta Contactos
Livros das Portarias do Reino - vol. I
Preço: EUR 45,00
Editora: Guarda-Mor
Ano do Livro: 2010
Ano da Edição: 2010
Nº Páginas: 500
Encadernação: Brochado

Temas: [·] [·] [·] [·] [·] [·] [·]
Sinopse:

O tesouro arquivistico nacional guardado na Torre do Tombo está longe de estar divulgado e ser conhecido. Tem sido nossa tarefa promover a divulgação dos acervos, através das edições que permitem o acesso público a muitos dos registos históricos existentes. Reescreve-se a História de Portugal, sempre que o público acede e aprofunda o manancial de informações sobre o nosso passado. É nessa perspectiva que as Edições Guarda-Mor, responsáveis por este site, publicam agora a obra coligida e ordenada por Luis Amaral "Livros das Portarias do Reino".

Na sequência de um incêndio que em 2 de Outubro de 1681 destruiu todos os livros de registos de mercês até aquela data, ordenou o rei que nas Secretarias de Estado, Mercês e Expediente, Conselho Ultramarino, Mordomia-mor, Chancelarias do Reino e das Ordens, Torre do Tombo e Contos da Chancelaria se tirassem extractos de todas as mercês que estavam contidas nos livros daquelas repartições que deveriam ser recopiladas e organizadas em livros. Em resultado desta tarefa que se iniciou imediatamente, surgiram os “Livros de Matrícula dos Moradores da Casa Real” que as Edições Guarda-Mor editaram recentemente e, do mesmo modo, os livros da Secretaria de Estado e do Conselho Ultramarino, denominados “Livros das Portarias do Reino” que são, seguramente, os de maior interesse para os investigadores, não apenas por se tratarem de cópias de registos que hoje não possuímos, ao contrário das outras repartições de que se conservam os originais na própria Torre do Tombo, mas porque, como hoje se diz, aquelas mercês atravessam transversalmente toda a sociedade portuguesa daquela época.

Há 101 anos atrás, ainda na vigência da monarquia, o investigador Pedro de Azevedo iniciou a divulgação destas Portarias mas o fôlego e as condições não propiciariam que essa edição se completasse. Apenas dois volumes saíram a público e a obra ficou assim apenas mal começada entre 1909 e 1913. Pretende-se agora reeditar o que então foi feito e completar com a maior parte da obra que nunca até hoje foi trabalhada, editando a totalidade dos 12 Livros que integram este fundo da Torre do Tombo.

Trata-se, com efeito, de um importantíssimo fundo que conserva as mercês régias atribuídas no século XVII, com referências que ilustram não só a época, como os tempos anteriores cujos factos e personalidades também registam. O seu conhecimento confirma, integra e revela os acontecimentos mais notáveis que mereceram o envolvimento da administração pública do império português e o olhar dos soberanos que então nos regeram.

Destes livros 8 pertencem ao Reino, 2 à Índia e 2 a África. Relacionam personagens e acontecimentos de um século que marca a mudança dinástica que permite a portugueses recuperar a coroa nacional. Um século no qual se confirma a nossa posição estratégica num mundo que ainda se vai desapegando das raízes feudais e se aproxima da modernidade racional com uma estrutura administrativa centralizada e fundadora do nosso Império espalhado por quatro continentes. É todo esse desenredar de valores antigos e constituir de um novo Portugal que fica, mercê a mercê, patente nesta obra que agora se traz a lume.

A colecção das Portarias do Reino cuja publicação agora se inicia com apresentação pelo Prof. Dr. Bernardo de Vasconcelos e Sousa, deverá ficar completa no espaço de três anos e ocupará 12 volumes de cerca de 500 páginas cada, incluindo índices onomásticos e geográficos.
© 2000-2017  Guarda-Mor, Edição de Publicações Multimédia Lda.